6 séries de mistério para combinar com a sua personalidade | Spoilers

6 séries de mistério para combinar com a sua personalidade

Apesar de todos gostarmos de um bom mistério – em especial, um bom mistério envolvendo um crime não solucionado –, nem sempre simpatizamos com o formato usado para nos contar ou resolver a trama. Todos nós temos tiques específicos que gostamos de ver em cena ou que nos atraem para um determinado tipo de mistério.

Na tentativa de ajudar você a escolher sua próxima grande série com um “quem matou?” para ser solucionado, reunimos aqui algumas dicas para você achar a que mais combina com a sua personalidade!

Matthew-McConaughy-Open-to-a-True-Detective-Return

“Gosto de grandes atores, cenários bonitos e climão deprê”
A primeira temporada de True Detective provavelmente será um prato cheio para você. Dois detetives interpretados pelos cinematográficos Matthew McConaughey e Woody Harrelson passeiam por um canto inóspito dos EUA na caçada de um assassino que pode ou não ter motivações sobrenaturais por trás de seus crimes em série. Recheada de solilóquios tristes sobre a natureza da realidade e a inescapabilidade da condição humana, True Detective prende sua atenção pelos floreios sombrios, direção caprichada e um mistério que importa menos do que sua jornada.

“Curto não entender o que está acontecendo. Quanto mais insanidade melhor”
Criada por David Lynch, Twin Peaks é a série que provavelmente veio antes do seu tempo, mas retornará em 2017 para uma nova fornada de episódios. Centrada no assassinado da jovem Laura Palmer, a primeira temporada é cheia de personagens exóticos, sequências oníricas e um enorme mistério que pode ou não ter sido plenamente solucionado. Se imersão é o tipo de coisa que você procura num bom “quem matou?” não existe melhor série que Twin Peaks para isso.

130212164812-the-bridge-fx-show-story-top

“Prefiro coisas mais políticas, para quebrar a cabeça, com personagens complicados”
Baseada na série dinamarquesa Bron, The Bridge é a versão americana de uma história que tem potencial infinito de adaptação. Onde existir uma fronteira existirão autoridades questionáveis e crimes que muitos tem medo de solucionar. Estrelada pela Diane Kruger, a série teve apenas duas temporadas e assistir a primeira vai te bastar. Prepare-se para entender melhor como funciona a fronteira entre o México e os EUA, enquanto mergulha fundo no horrendo assassinato que dividiu os dois países figurativamente da mesma maneira em que esquartejou sua vítima principal.

“Não tenho pressa, mas quero tramas com começo, meio e fim, e com todo mundo sendo punido”
Se pressa não é uma questão para você, The Killing é sua melhor opção e vai recompensar sua paciência. As primeiras duas temporadas se alongam para resolver o assassinato de Rosie Larsen, mas com a detetive Linden e o detetive Holden no caso, o culpado será encontrado, processado e punido sem espaço para dúvidas. Ambientada numa Seattle chuvosa e bem soturna, a série encerra suas quatro temporadas com todos os pingos no i e um belo dia de sol.

damages_S3Rose_010_F3

“Não gosto de policiais ou detetives, quero advogados maravilhosos resolvendo o caso”
Como numa boa história de terror, a polícia em Damages só importa quanto o caso está resolvido. Apesar de ser apresentada como um drama de advogados, a série do FX se aproxima muito mais do horror do que de qualquer tribunal. Em sua primeira temporada, a advogada novata Ellen Parsons coloca sua vida e família em risco ao aceitar uma vaga no prestigiado escritório de Patty Hewes, interpretada por ninguém menos que Glenn Close. Nos primeiros cinco minutos, um terrível assassinato é mostrado como sendo o futuro de Ellen que, entre flashforwards e flashbacks, tem que navegar pelo sistema jurídico de Nova York desviando de facadas metafóricas que vêm de todas as direções, em especial de sua nova chefe, e esfaqueamentos literais que surgem de onde ela menos espera.

“Prefiro meus assassinatos sendo solucionados num cenário mais diferente. Que tal no espaço?”
The Expanse é prioritariamente uma série de ficção científica, mas é também um drama político e tem ares de suspense. Entretanto, a série tem como ponto de partida um enorme “quem matou?”. O mistério não só toma seu tempo para ser solucionado, como também é o nexo que une toda sua complicada trama. Tudo começa com o detetive Joe Miller, interpretado por Thomas Jane, investigando o desaparecimento da herdeira Julie Mao, que fugiu da fortuna familiar para se tornar uma rebelde numa colônia espacial, no cinturão de asteroides da via láctea. Paralelamente, os oficiais Jim Holden e Naomi Agata, vítimas de um naufrágio espacial, montam um quebra-cabeça que também leva ao assassinato de Julie, mas descobrem uma conspiração em escala… universal. Se a fusão de gêneros e uma trama de alta complexidade te atraem, The Expanse é para você.

[Crédito das imagens: Divulgação/HBO/FX]