Qual o seu casal preferido das séries? | Spoilers

Qual o seu casal preferido das séries?

Como qualquer fã de Twilight vai te explicar, shipping é coisa séria. Na TV não seria diferente: pode ser que a série nem seja, de fato, sobre a história de um casal, mas não dá pra mandar no coração e ignorar todos aqueles ~feels~ que surgem quando os dois personagens estão na tela juntos.

Por isso, no Happy Hour de hoje, perguntamos: Que casal te fez ou faz torcer, se emocionar, e imaginar montagens ao som de “Fix You”, do Coldplay? Qual o seu OTP das séries?

Rafa Bauer: Logan & Veronica, Veronica Mars 

Veronica odiava Logan. Também, ele era um filhinho de papai, só queria saber de garotas, surfar, e de encher o saco dela. Mas aos poucos, ele foi se tornando um pária, da mesma forma que ela se tornara depois da morte de Lilly Kane. Nem mesmo quando ele veio pedir ajuda, num momento vulnerável, para elucidar o desaparecimento/suicídio de sua mãe, eu me antecipei pelo que viria. No episódio 1×18, Logan ajuda Veronica a investigar vendas ilegais de armas e, numa cena totalmente “wtf, my eyes, my brain, my heart!!!”, o beijo inesperado acontece e uma relação inusitada se inicia: o casal carinhosamente apelidado pelos fãs de LoVe. Relação conturbada, com idas e vindas, mas que tem um final feliz, como pudemos ver no filme que saiu neste ano. Mas espere: ainda não é final. Tem uma série de livros e (tenho esperança) outros filmes por vir.

veronicalogankiss

Arrigo Araujo: Jim & Pam, The Office

Fran Fine & Mr. Sheffield; Ross & Rachel; Muitas sitcoms dos anos 90 tinham um casal daqueles que você sofria, porque já sabia que iam ficar juntos, mas QUANDO???? Os chamados casais will-they-won’t-they. E acho que nunca torci tanto por um casal assim quanto Jim e Pam. Ele amava ela, mas ela tinha um noivo. Ele se declarou, ela não reagiu, ele pediu tranferência. Quando voltou pra Scranton, Pam tinha terminado o noivado, mas Jim trouxe junto uma (ótima) namorada. Era uma tortura no coração dos espectadores aquele casal, que você já sabia que seria perfeito desde o primeiro episódio, sempre separado. E talvez o formato documental de The Office, junto com o fato dos dois serem os personagens mais “normais” da série, fazia todo aquele amor e sofrimento parecer tão real. Não é a toa que quando eles finalmente ficaram juntos, e algum tempo depois se casaram, entraram pra lista dos episódios que eu mais chorei na vida.

 
Chorando muito com montagem piegas

pirs: Leslie & Ben, Parks and Recreation

Assim como a maioria, imagino, aqui do Spoilers, tenho praticamente um OTP por seriado. Mas com o passar das últimas temporadas, Ben e Leslie é um amor que não para de crescer, graças ao ótimo tratamento que a NBC lhes dá. É simplesmente impossível escolher uma cena mais bonita entre os dois ou que defina o casal, mas né, sou hopeless romantic, então escolhi uma clássica. Fãs do seriado, revejam e  tentem não se emocionar. A definição de personagem romântico é Ben Wyatt e de casal bonitinho é Leslie e Ben.

Carolina Souza: Casey & Cappie, Greek

Greek é aquela série que todo mundo deveria ter visto, mas falharam miseravelmente. Eu assisti e acho que é meu dever falar pro mundo sobre um dos casais mais legais da tv americana: Casey e Cappie (aff me arrepio só de lembrar). Eternamente atrapalhados pelo Evan, o retrato do jovem almofadinha republicano, levaram muitas festas de fraternidade até que Casey caísse na real e visse que o free spirit bobalhão era o homem da vida dela. Foi demais acompanhar o amadurecimento dos dois, entendendo que existe o tempo de locuragem e o tempo de seriedade amorosa. E o final da série é a realização de todo jovem janeausteniano.

Fernanda Sgroglia: Sherlock & Watson, Sherlock (BBC)

Sherlock é fantástica por vários motivos, e um deles é a relação, que beira a um relacionamento gay, de Sherlock e Watson. Acho impossível que alguma fã não tenha surtado, como eu surtei, durante a despedida de solteiro de John: Os dois bêbados, se tocando (aquela mão no joelho diz muito mais do que uma simples mão no joelho), e bom, toda a terceira temporada, que no fundo foi uma grande declaração de amor (relativamente estranho) de Sherlock por Watson. Seu desespero ao tentar salvar o amigo da fogueira; A despedida de solteiro; O discurso no casamento; Ele declarando seu amor ao amigo enquanto tentava salvar a vida do Major Sholto; O sacrifício extremo de matar uma pessoa para salvar a vida do amor da sua vida (e a vida do amor da vida, do amor de sua vida, a.k.a. Mary Watson). Infelizmente Sherlock continua sendo o ser assexuado que é e Watson hetero e apaixonado por Mary! 

Letícia Arcoverde: Claire & Jamie, Outlander

Já falei aqui sobre como Outlander, de todos os casais das séries atuais, é o que mais me atinge right in the feels toda semana com a história da protagonista Claire e Jamie, o escocês gato que ela conhece quando viaja no tempo para o século 18. Shippar um casal é assim, né? Você as vezes nem sabe explicar direito o porquê da preferência. Mas no penúltimo episódio da primeira metade da temporada (nos farão esperar até FUCKING ABRIL DE 2015 pra ver o resto), aqueles que vestem a camisa #TeamJamie receberam a resposta para toda a torcida. Foi a merecida recompensa pelas seis semanas de preliminares, de tensão sexual, de Jamie sendo maravilhoso e obviamente se apaixonando por Claire e de Claire sendo badass e obviamente querendo um pedaço de Jamie mesmo sem admitir. SPOILERS A SEGUIR (mas do tipo que você quer ouvir): Sim, amgs, eles casaram. E tiveram uma noite de núpcias que durou um episódio inteiro – o melhor da série até agora –, o que só comprova como esse casal tem OTP escrito em todos os lugares. Foi bonito, foi sexy, foi íntimo, foi um exemplo de ótimo uso de sexo na televisão, e foi bom para todos os envolvidos.

outlanderkiss

FINALMENTE

E você? Qual o seu OTP? Conte pra gente nos comentários!

[Crédito das imagens: Reprodução/NBC/Starz/CW/ABC/BBC]