O melhor da televisão em 2013 | Spoilers

O melhor da televisão em 2013

Sem dúvida 2013 foi um ano incrível para a tv. Grandes séries, atuações, encerramentos e estratégias.  Acreditamos que algo sacudiu os showrunners, e esse algo foi o Netflix e suas produções. Sim, em um mundo onde a tv on demand coloca no ar produções como House of Cards, Arrested Development e Orange is the New Black, todos os demais tiveram que repensar seus propósitos. Estamos num momento onde nós, a audiência, não perdoamos mais tramas perdidas, personagens soltos, finais decepcionantes. Estamos cruéis num tanto que fizemos Damon Lindelof sair do Twitter.

Em meio a toda essa qualidade, reunimos os nossos colunistas e votamos nos destaques do ano que passou. Seja bem vindo a nossa primeira pequena premiação Spoilers:

Melhor Episódio: “Ozymandias” – Breaking Bad

ozymandias

rasgamos toda seda possível sobre esse espisódio aqui no site e não vamos ocupar mais um parágrafo aqui falando como este episódio foi a melhor coisa que já aconteceu na história da tv.

 Menção honrosa:The Day of The Doctor” – Doctor Who

Doctor Who – 50th Anniversary Special - The Day of the Doctor

Ok, talvez nem devêssemos misturar Doctor Who aqui por ser um show de 50 anos e este episódio ser basicamente um longa. Porém, decidimos pontuá-lo por 2 motivos, essencialmente: 1) este episódio cativou e foi entendido até por quem não acompanha a série. Isso é um mérito de construção! 2) “The Day of the Doctor” é uma celebração, correto? Logo este episódio tem que ter fan service! E teve! Muito! E na medida. Não foi piegas, teve as referências corretas e se encaixou coerentemente na trajetória do personagem, inclusive abraçando o futuro e fazendo fãs irem ao delírio com a aparição do 13th Doctor. Emocionante.

Melhor Estréia: Orphan Black

orphanblacktrailer

Sci-fi inglês com um tema muito complicado e arriscado: clonagem humana. O que nos cativou nesta série? A visão da clonagem pelos próprios clones. Não temos aqui o clássico clone meio robótico onde os demais o descobrem, o estudam, o perseguem. Aqui, com uma interpretação primordial da atriz principal da série, vemos como os clones se descobrem, se estudam e se adaptam a esta nova informação em sua vida. Já falamos o quanto estamos apaixonados por esta série aqui no site.

Menções honrosas: 2. Sim.

Masters of Sex, que prometeu ser mais uma série de época como Mad Men, mas vem nos chamando atenção pela maneira inteligente de abordar a sexualidade e a questão de gêneros. A cada episódio aprendemos mais e nos questionamos. Série corajosa.

mastersddd

The Americans. O tema da série parece defasado: espiões russos infiltrados nos EUA, mas a dose de cleverness desta série é altíssima! Como ser espião sem tecnologia no país inimigo. Sem glamour de Bond, sem pirotecnia de MacGyver. Adoramos e queremos muito a continuação! Afinal, sabemos que a URSS irá se dissolver e precisamos entender o que será da vida de Elizabeth e Philip neste novo contexto. (Além disso: perucas!)

14-the-americans-1

Melhor Final de Série: Breaking Bad

waltttttttttt

De novo. Sim. Aplaudimos de pé esse final e nos despedimos.

 Menção honrosa: 30 Rock.

ht_30_rock_finale_kb_130131_wblog

Ganhou fôlego e fez uma das melhores temporadas de toda a série. O final foi merecido e bem-feito e a última (e absurda) cena já nasceu pra entrar pra história. Final de comédias assim memoráveis são raros.

Melhor Beijo: Piper e Alex – Orange is the New Black

   

    

“Pô, mas elas eram namoradas, tinha beijo entre as duas o tempo todo!?” Existiu um beijo, dentro da prisão, quando a Piper sai da solitária que representa toda a tensão da série. É um dos poucos momento de escape, de satisfação, de exercício de livre-arbítrio de toda série. Orange é uma série tensa pelo clima de “vai dar m****” anunciado o tempo todo: o ataque iminente, o castigo iminente, a rebelião, a morte. Este beijo foi um bálsamo neste climão maneiro de presídio.

Menção honrosa: Jess e Nick – New Girl.

   

Mais um beijo dissipador de tensão. Alívio para a audiência porque o romance anunciado desencatou. Aleluia! E, gente, que química.

Basta! Cancela essa série! de 2013: Glee.

glee-full-cast-season-4-630x420

Chegou a hora de colocar um fim naquela cantoria toda. Mesmo com uma perda trágica este ano, nada justifica mais uma temporada.

Menções nem tão honrosas assim:

The Following: Prometeu, prometeu, prometeu, e entregou o fim de temporada mais horrivel que já vimos. Clichê. Tosco. Todo mundo cada vez mais canastrão. Sério, liberem o Kevin Bacon para outras coisas!

True Blood: Todos os argumentos aqui.

Melhor atriz: Tatiana Maslany em Orphan Black

OrphanBlack-Blog-1-1024x576

Afinal ela consegue, com mais de seis personagens, tornar envolvente uma história sobre clonagem humana. Obrigada Taty.

Menções honrosas: Anna Gunn como Skyler White em Breaking Bad e Christine Baranski como Diane Lockheart em The Good Wife. Titãs.

Melhor ator: Bryan Cranston como Walter White em Breaking Bad.

bbs04e067

Dispensa comentários.

Menções honrosas: Michael Sheen como Bill Masters e Beau Bridges como Barton Scully em Masters of Sex. Estamos falando para você ver essa série, viu?

Melhor Personagem: Virginia Johnson – Masters of Sex

Episode 101

Virginia é uma personagem tão incrível que merecia um gif biografia pra explicar (nos faltou a skill).

Não-menções: entre as indicações ao prêmio de melhores personagens, alguns nomes óbvios foram mencionados, como Don Draper, Jesse Pinkman e Daenerys Targaryen, mas eles acabaram não ganhando nenhum voto na reta final, o que nos faz refletir o quanto estamos sedentos por atitudes disruptivas como a de Virginia, o quanto queremos aprender algo novo com o que assistimos.

Agora é com vocês. Quais são seus top melhores de 2013?

[Créditos das Imagens: Reprodução/Divulgação AMC/BBC America/Showtime/Fox/Netflix/BBC/FX]