O que fazer em Atlanta após sobreviver o apocalipse zumbi | Spoilers

O que fazer em Atlanta após sobreviver o apocalipse zumbi

walkingdead-atlanta

A primeira temporada de The Walking Dead se passa em Atlanta, capital do estado da Geórgia. O xerife Rick Grimes lidera a sobrevivência de um grupo de pessoas que tentam fugir dos ataques de mortos-vivos. Depois de deixar todo a salvos, que tal aproveitar as principais atrações da cidade? O Dubbi, plataforma colaborativa de viajantes, dá as dicas.

Nos bastidores da notícia

CNN-divulgacao

Atlanta é a sede da rede de televisão mais famosa do mundo, a Cable News Network (CNN). O canal, fundado em 1980, foi o primeiro do mundo a ter notícias 24 horas. O tour no complexo de prédios da CNN custa cerca de R$ 60.  O principal passeio por lá é o Tour Inside CNN , que leva o turista para os estúdios, e passa por cenários, bancadas, área da meteorologia e pôsteres de jornalistas como Anderson Cooper. Além disso, o viajante também pode conhecer um hotel, a CNN Store, que vende artigos relacionados ao canal, e uma praça de alimentação com vários restaurantes, que fica próxima ao CNN Center.

Conhecendo a fórmula secreta da Coca Cola

spoilers-coca-cola-divulgacao

Ok, é só uma brincadeirinha: a fórmula secreta da Coca Cola continua..secreta. Mas Atlanta também é sede de uma outra grande empresa que vale muito a visita, mesmo para quem não bebe o refrigerante, afinal faz parte do imaginário popular. Trata-se do World of Coca Cola, que recebe mais de 1 milhão de visitantes por ano. Logo na entrada, John Pemberton, o inventor da bebida, dá as boas vindas ao visitante. Lá dentro, é possível conhecer mais da história da empresa, ver filmes que mostram a evolução da companhia, e artigos e itens de memória. A entrada custa cerca de R$ 65. Aberto das 9h às 17h.

Espírito olímpico

A Olimpíada de Atlanta, em 1996, foi marcante, dentre outros fatores, por causa das clássicas bolinhas da Coca Cola (a empresa, além de ser patrocinadora dos Jogos, tem a sede em Atlanta). O Centennial Olympic Park, o Parque Olímpico da cidade, é hoje um dos locais que mais atraem os turistas que visitam Atlanta. O curioso é que antes da competição a área era degradada, mas os investimentos revitalizaram completamente a região. Assim que o torneio acabou, o Parque Olímpico sofreu alguns ajustes, com monumentos, estátuas, jardins, parques para crianças, para que pudesse ser usado pelo publico. Vale passar uma tarde por lá e fazer um piquenique.

No mundo submarino

spoilers-georgia-aquarium-divulgacao

Após sobreviver a um apocalipse zumbi, nada mais oportuno do que fazer passeios para relaxar. E o Georgia Aquarium, em Atlanta, é a oportunidade perfeita para isso (aliás, fica bem próximo ao World of Coca Cola, vale se programar para visitar os dois). São cinco galerias dentro do complexo, com diferentes animais para apreciar, como baleias, tubarões, arraias, golfinhos, focas, tartarugas marinhas, pinguins. Na galeria Ocean Voyager está o maior aquário do mundo, com mais de 100 mil criaturas marinhas e 26 milhões de litros de água. Fique esperto para aproveitar o show “Dolphin Tales”. Na janela de exibição, é possível sentar nas arquibancadas ou mesmo no chão para admirar os peixes. Os horários de visitação variam diariamente, portanto consulte o site. Ingressos a R$ 120.  

História

Conhecer o Distrito Histórico de Martin Luther King Jr. é um dos passeios mais legais de Atlanta. É possível aprender muito sobre a história do pastor que liderou um dos movimentos de resistência negra mais conhecidas da história. O bairro em que ele nasceu, cresceu, se tornou pastor é Sweet Auburn. Atualmente existe um centro de visitantes com fotos e linha do tempo de Luther King. Como o distrito não é muito grande, é possível explorá-lo a pé facilmente. Outras figuras históricas importantes homenageadas por lá são Rosa Parks (a mulher que se recusou a dar o lugar no ônibus a um branco) e Malcom X.
Quer saber mais dicas de Atlanta? Veja aqui.

[Crédito das imagens: Divulgação/AMC]