O passado, o presente e o futuro de Marvel’s Agents of SHIELD | Spoilers

O passado, o presente e o futuro de Marvel’s Agents of SHIELD

Há spoilers importantes sobre o episódio 2x10, o finale da primeira metade da segunda temporada de Agents of Shield. Se você ainda não viu, corre lá e volta aqui.
O momento que todos estavam esperando!

O momento que todos estavam esperando!

Skye não é Skye! Daisy é Inumana (mas ninguém fala isso exatamente)! Cal é Hyde! O obelisco era um cristal terrígeno! Trip! Raina? Attica! Attica! Attica!

Calma, eu ainda não estou louco, mas oh boy, quanta coisa boa aconteceu no último episódio de Marvel’s Agents of SHIELD. A série chega ao final da primeira parte de sua segunda temporada antes do recesso finalmente respondendo a 99% das perguntas criadas ao longo de sua existência.

Em “What They Become” nós descobrimos finalmente que o verdadeiro nome de Skye é Daisy, o que nos dá sua identidade nos quadrinhos, e sua transformação ao final do episódio confirma uma teoria antiga dos fãs leitores de HQs: os Inumanos terão um papel importante no programa a partir de março, quando a série volta do intervalo criado para a exibição de Agent Carter – ou, como eu gosto de chamá-la, Marvel’s Agents of Shield Nos Anos 1950.

Mas temos muita informação para dar sobre este episódio, sobre as contrapartes dos personagens revelados nos quadrinhos, sobre os futuros mistérios da série e sobre como tudo isso se encaixará no grande plano maior de Uatu da Marvel, então vamos por partes.

calvin

Quem são Skye/Daisy e seu pai, Cal?

Durante o tão aguardado encontro de Skye com seu pai, descobrimos duas coisas muito importantes: que ambos são seres superpoderosos nos quadrinhos. O personagem vivido por Kyle MacLachlan é o doutor Calvin Zabo, um pesquisador médico que desenvolve um soro que lhe concede superforça e libera o lado selvagem do ser humano – sim, igual à história clássica escrita por Robert Louis Stevenson – se tornando o vilão conhecido como Senhor Hyde.

daisy

Calvin – ou Cal, como ele mesmo se apresenta na série – é pai de Daisy Johnson, uma guria que tem os poderes de criar vibrações sísmicas, adota a alcunha de Quake e se junta a uma equipe liderada por Nick Fury na minissérie “Guerra Secreta”, de 2004, ano em que a personagem foi criada. Uma dica da revelação já havia sido dada no episódio anterior, quando, durante a sequência de sonho de Skye, toca de fundo o instrumental da canção “Daisy Bell”. Não se preocupe se você não pegou isso, pouca gente percebeu a ligação.

Nos quadrinhos, Daisy já nasce com seus poderes, um efeito colateral do soro tomado durante uma vida inteira por Hyde. Na série, Skye parece desenvolver seus poderes quando Raina – mais informações sobre ela mais pra frente – leva o obelisco ao templo na cidade subterrânea, onde o objeto se transforma em uma espécie de cristal que, ao se pulverizar, submete as duas a uma transformação, matando o agente Trip no processo.

Todo evento – à exceção do clichê de matar o negro do elenco – é muito parecido com a da Névoa Terrígena, que confere poderes a seres humanos com uma predisposição genética nos quadrinhos, transformando-os em uma nova raça: os Inumanos.

Os Inumanos vem aí e o bicho vai pegar

Durante o anúncio de sua terceira fase no cinema, a Marvel deu uma dica do que poderíamos ver neste episódio ao confirmar um filme dos Inumanos para 2018. Ok, mas o que são eles?

Nos quadrinhos, são um povo que nasceu humano mas que ganhou poderes após passarem por uma transformação ativada pelos cristais terrígenos, como podemos supor que o obelisco da série se revelou ser. Apesar de seu líder, Raio Negro, ser considerado um do seres mais poderosos do universo e fazer parte de um conselho secreto de heróis, eles nunca passaram do segundo escalão da Marvel. Na prática, então, os Inumanos são uma bela duma malandragem da editora.

O processo é complicado, então, para simplificar, basta entender que a Marvel não pode citar seus seres super poderosos mais famosos, os mutantes, porque todo os personagens ligados a essa parte do seu universo (X-Men, Wolverine, etc) têm seus direitos cinematográficos vendidos à Fox. Então, para poder justificar a existência de diversas pessoas surgindo repentinamente com poderes, a Marvel decidiu explorar essa galerinha da pesada que apronta mil e uma confusões em uma cidade localizada na Lua.

Especula-se até que os gêmeos Feiticeira Escarlate e Mercúrio, vistos ao final de Capitão América – O Soldado Invernal, mutantes nas HQs, sejam apresentados como Inumanos no próximo filme dos Vingadores. Ponto pra Marvel. Ponto!

Mas e agora?

Bem, apesar das respostas o episódio conseguiu criar alguns ganchos para a segunda metade da temporada. Entre elas, a principal é: o que aconteceu com Raina? O capítulo não deixa claro como foi a transformação da personagem, dando rápidos vislumbres que dão a entender que ela sofreu uma mutação física maior que Skye/Daisy/Quake (gire a roleta e escolha o seu nome favorito, por favor).

Alguns acreditam que ela tenha se tornado Tigra, uma personagem dos quadrinhos que tem os poderes, adivinhem, parecidos com os de um tigre. Eu particularmente acredito que aquelas coisas no rosto dela parecem mais espinhos, e algo me diz que a obsessão dela por vestidos floridos só pode ser algum tipo de foreshadowing. Os showrunners já garantiram que no primeiro episódio após o retorno entenderemos o que aconteceu com Raina, que será peça importante da próxima fase da série.

O final do episódio também deixa claro que existem outros cristais terrígenos por aí, e apresenta a sinistra figura de um homem sem olhos, que parece estar ciente do fato de que alguém passou pelo processo há pouco tempo. Ele é provavelmente o Reader, um personagem introduzido ainda neste ano no título individual dos Inumanos, que tem os poderes de transformar em realidade tudo o que lê. Os Inumanos aliás o consideram tão poderoso que foram eles quem arrancaram seus olhos.

reader

Por fim, apesar de uma das cenas mais FUCKYEAH do episódio, em que Skye nem pestaneja em meter uns quatro balaços nas costas do Ward, parece que o maldito não está destinado a morrer tão cedo. Ele forma uma parceria inesperada com a Agente 33, que está sem saber o que fazer após a morte de Whitehall. Uma teoria ainda sem muita força nestas interwebs me parece fazer bastante sentido. Ela diz que a Agente 33 deve se tornar a vilã conhecida como Madame Máscara, com quem compartilha um rosto desfigurado e sérios transtornos psicológicos. O tempo dirá. Só sei que qualquer desculpa que encontrarem para dar mais tempo de tela a Ming-Na Wen está ótima pra mim.

Se vocês sentiram falta de explicação sobre algum aspecto do episódio, da série, de todo o MCU ou da vida, o universo e tudo mais, indiquem ali nos comentários que eu retomo os assuntos no futuro. Também sintam-se à vontade para deixar as próprias teorias e vamos juntos pirar pelos próximos meses até o retorno de Agents!

[Crédito das imagens: Reprodução/ABC/http://seven-of-fine.tumblr.com/]