7 séries em que a viagem no tempo é só o começo | Spoilers

7 séries em que a viagem no tempo é só o começo

Só na fall season 2016, quatro séries novas vão tratar falar sobre viagem no tempo. Já vimos Timeless, a série da NBC sobre uma historiadora que é recrutada pelo governo para voltar no tempo e pegar um assassino, e Frequency, em que filha e pai conseguem se comunicar por um rádio com um intervalo de 20 anos. Ainda esperamos o drama Time After Time, da ABC, e a comédia Making History, da Fox, mas já podemos pensar: Em um mundo em que Doctor Who sobrevive há anos e passa muito bem, obrigado, será que chega de série sobre viagem no tempo? Quantas vezes podemos nos envolver com uma série em que as idas e voltas no tempo determinam o destino dos personagens e da História?

Quando se tem uma boa história individual para contar, a resposta é: muitas. Por isso preparamos uma lista de séries que pegam carona na máquina do tempo mas nem sempre se encaixam totalmente no gênero da ficção científica.

1) Being Ericabeing-erica-2

Essa série canadense com quatro temporadas conta a história de Erica, uma mulher que chega aos 30 anos e percebe que não fez metade do que queria ter feito na vida e é capaz de apontar exatamente onde errou esse tempo todo. De repente, surpresa: ela encontra um “terapeuta” que a permite voltar no tempo e fazer essas correções, mas lógico que elas nem sempre se resolvem, muitas vezes saem pela culatra, mas sempre ajudam a protagonista a entender melhor para onde ela deve ir no presente. Ótima substituta para terapia.

2) Hindsight

hindsight01

Caso você não queira se comprometer com quatro temporadas, Hindsight viveu por apenas uma no canal VH1. A premissa é parecida: a protagonista Becca está prestes a se casar pela segunda vez, mas acaba viajando para os anos 90, perto do seu primeiro casamento, e quando ela ainda era próxima da melhor amiga Lolly. No passado, onde a série maravilhosamente mergulha em referências, músicas e figurino 90s, ela tenta consertar os erros que ela acha que a condenaram a uma vida sem graça, a começar por reatar a amizade com Lolly. Uma ótima maratona, mas vá sabendo que deixa saudades por não ter uma segunda temporada.

3) Outlander
28566

Uma das séries preferidas do Spoilers, Outlander é um romance que tem como início a ida acidental de Claire, uma enfermeira inglesa no pós-II guerra, à Escócia do ano 1745, onde ela conhece Jamie e precisa decidir entre voltar para o seu presente, onde ela é casada com um ex-espião, ou ficar no passado e casar com uma lapa de homem a custo de lidar com toda a falta de higiene básica e perigos de ser uma mulher inglesa em uma época em que mulheres não eram nada bem tratadas e a Escócia estava em guerra com Inglaterra. Ao longo das duas temporadas que já foram ao ar no Starz, a viagem no tempo se torna um elemento mais forte da série, mas sem a narrativa se afastar da vida romântica de Claire. Se prepare para uma dose similar de cenas pesadas de violência e cenas de intimidade e amor belíssimas.

4) Legends of Tomorrow

dcs-legends-of-tomorrow_m21p3WQ

Na safra super-heróica da CW, Legends of Tomorrow tem uma das premissas mais ~quadrinísticas~ de todos os tempos: Um bando de pseudo-heróis e semi-vilões são agrupados por um viajante do tempo renegado (Rip Hunter interpretado por ninguém menos do que Arthur Darvill, o Rory de Doctor Who) para salvar a linha do tempo dos ataques de um vilão imortal. Em sua segunda temporada, Rip Hunter tira uma licença do time formado por Nuclear, Átomo, Onda Térmica e a Canário Branco e os coloca no controle da nave Wave Rider que, apesar de não ser nenhuma TARDIS, também impressiona. Com mais humor do que drama, Legends of Tomorrow não leva tão (ou nada) a sério sua premissa, mas por isso mesmo, é uma das mais divertidas séries no atual panteão de super-pessoas uniformizadas.

5) 12 Monkeys

ebs0rcqgdmpww23gkafg

Quando encomendada pelo Syfy, 12 Monkeys parecia uma péssima ideia. O filme estrelado por Bruce Willis é um dos poucos bons roteiros de viagem no tempo que se fecham perfeitamente. Estender isso a uma série com múltiplas temporadas aumentava as chances de um roteiro… furado! No entanto, a série que está indo para a terceira temporada continua a surpreender seu público indo muito, mas muito além do que o filme jamais arriscou. Ao invés de focar em um misterioso vírus que matou boa parte da população do planeta, a mitologia do novo 12 Monkeys coloca a viagem no tempo como seu grande ponto focal. Todos os personagens recebem uma boa dose de desenvolvimento em uma trama que envolve a própria destruição do tempo como conhecemos. Mesmo com momentos mais fracos, a série vale a pena para os obcecados pelo gênero.

6) Continuum

continuum-pic

Canadense até dizer chega, Continuum conta a história da trágica viagem no tempo da policial futurista Kiera Cameron, interpretada por Rachel Nichols. Do ano 2077 para 2012, Kiera viaja de um mundo em que o mega-capitalismo solucionou quase todos os problemas, ou será que não? No passado, a policial – armada com um uniforme super tecnológico que a deixa invisível e super forte – tem que enfrentar grupos terroristas que querem alterar o destino da humanidade em prol de um novo sistema político. Embora um tanto enrolada em suas explicações, Continuum construiu uma excelente protagonista que, em um contexto muito difícil, se tornou uma heroína trágica até cumprir sua missão.

7) Erased

Erased-Anime-Header-001-20151226

No começo do ano falamos sobre Erased no Spoilers, um dos melhor animes de 2016 e que contém em sua origem uma viagem no tempo. Baseada num mangá criado por Kei Sanbe, Erased conta a história de Satoru, um mangaká frustrado que tem a peculiar habilidade de voltar 5 minutos ao passado quando algo terrível acontece. Sem rumo na vida, Satoru trabalha como entregador de pizza até que, um belo dia, reencontra sua mãe e relembra uma série de mortes de crianças que aconteceram em sua cidade natal durante a infância. O que ele não contava é que o misterioso assassino ressurgisse na sua vida, forçando seus poderes a levarem-no de volta para a quinta série, quando ele tinha 11 anos, antes das mortes começarem. Com episódios que te deixam na ponta da cadeira, Erased certamente vai te manter aflito até o final.

[Crédito das imagens: Divulgação/CBC/VH1/Starz/CW/SyFy/Showcase/A+1]